anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Jovem é morto a golpes de enxada e pauladas em Guarantã do Norte

Jovem é morto a golpes de enxada e pauladas em Guarantã do Norte

access_time20/12/2018 19:17

Jovem foi morto a paulada e enxadada na madrugada desta quinta-feira (20), por volta 01h30 na Rua da

Dólar mantém queda e é vendido a R$ 3,75 nesta tarde

Dólar mantém queda e é vendido a R$ 3,75 nesta tarde

access_time08/10/2018 15:58

O dólar continuava trajetória de queda na tarde desta segunda-feira (8), dia seguinte ao primeiro tu

Dominicano e boliviano são presos com 340 kg de cocaína em MT após avião fazer pouso forçado

Dominicano e boliviano são presos com 340 kg de cocaína em MT após avião fazer pouso forçado

access_time17/07/2018 16:40

Um dominicano e um boliviano foram presos com 340 kg de droga depois fazerem um pouso forçado na zon

GERAL

CNI: 90% não fazem questão de escolher marca de vacina

access_time30/07/2021 09:12

Noventa por cento da população quer ser vacinada contra o novo coronavírus independente da marca do imunizante, mostra pesquisa divulgada hoje (30) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento ouviu 2 mil pessoas em todos os estados do país entre os dias 12 e 16 de julho. Entre as pessoas entrevistadas, 43% disseram que até gostariam de escolher entre as marcas de vacina disponíveis se houver essa possibilidade, mas apenas 9% afirmaram que deixariam de se vacinar se o imunizante de preferência não estivesse disponível. “O fato de o brasileiro aceitar tomar a vacina disponível nos deixa menos apreensivos, não só pela proteção individual, mas pelo benefício para toda a sociedade”, ressaltou o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade. A maioria da população (62%) considera que o ritmo da vacinação no Brasil ainda é lento. Porém, 68% acreditam que a velocidade da imunização no país aumentou muito em julho em relação a junho. Menos medo Para 70% dos entrevistados, a pandemia de covid-19 deve perder força daqui para frente. Uma minoria (18%), no entanto, acredita que o número de casos e de mortes causadas pela doença deve aumentar. Na comparação com a pesquisa feita pela CNI em abril, caiu de 56% para 47% o percentual de pessoas que diz ter muito medo do coronavírus. Também se reduziu a proporção de pessoas que tem medo de frequentar shoppings, de 39% para 24%. Em relação ao comércio de rua, em abril, 36% tinham medo e agora são 28%. O receio de ir a bares e restaurantes passou de 45% para 34%. Também melhoraram as expectativas sobre a economia. Em abril, 18% viam a situação econômica do país em recuperação. Neste levantamento o percentual ficou em 43%.

Incêndio em palhada se espalha e destrói oficina com 12 carros e trator em MT

access_time23/07/2021 20:38

Um incêndio que atingiu o Assentamento Jonas Pinheiro, entre os municípios de Sorriso e Vera, no norte do estado, destruiu uma oficina com 12 carros e um trator, nesta sexta-feira (23). Cerca de mil hectares foram queimados. O fogo começou na palhada de algumas fazendas da região, onde a colheita de milho foi feita há pouco tempo. Por causa da área seca, o incêndio tomou grandes proporções e atingiu a oficina localizada no assentamento. Todos os veículos que estavam no local foram queimados. O barracão que abrigava os carros também foi destruído pelo fogo. O dono do local estima um prejuízo de mais de R$ 100 mil. Brigadistas e produtores da região montaram uma força tarefa para combater as chamas. A Defesa Civil também esteve no local. As causas do incêndio serão investigadas.

Ações de monitoramento evitam incêndios florestais de grandes proporções em Mato Grosso

access_time22/07/2021 18:08

As ações de monitoramento via satélite e o rápido atendimento prestado pelas equipes do Corpo de Bombeiros (CBMMT) evitaram que Mato Groso registrasse incêndios florestais de grandes proporções nos primeiros 19 dias do mês de julho, início do período proibitivo do uso de fogo no Estado. Os dados constam na tabela de atendimentos do 1° e 2° ciclo operacional da Temporada de Incêndio Florestal (TIF2021), que vêm sendo acompanhados pelo Batalhão de Emergências Ambientais (BEA). “Nessas ocorrências atendidas pelos nossos militares, todos os incêndios foram extintos, ou seja, foram totalmente apagados. Até o momento, não tivemos nenhuma ocorrência de grandes incêndios florestais, apenas de pequeno e médio porte. Quando identificamos algum incêndio, através do nosso monitoramento via satélite ou quando somos acionados pelo 193, nossas equipes são rapidamente encaminhadas para o local, ação imediata para apagar o fogo e evitar que se transforme em grandes proporções”, explicou da comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente coronel Jusciery Rodrigues Marques. A comandante destacou ainda que o CBM conta com apoio de pessoas qualificadas, pois durante o período de preparação ao combate dos incêndios, “nós capacitamos mais de 3 mil pessoas em todo Estado” para atuar na primeira resposta e evitar que as chamas se alastrem. A tabela mostra o registro de 1.140 ocorrências de queimadas e incêndios florestais de pequeno e médio porte em todo Estado no período observado. Os militares atenderam um total de 207 ocorrências diretas de combate aos incêndios florestais e 450 ações de prevenção e monitoramento de áreas com risco eminente para propagação de fogo e 8 formações de brigada. Os números detalhados mostram o quantitativo de atendimentos em cada uma das sete unidades regionais. O Comando Regional I (CR-I), em Cuiabá atendeu: (37) chamados de combate aos incêndios florestais e outras (108) ações de prevenção e monitoramento. O (CR-II), em Rondonópolis atendeu: (12) chamados de combate aos incêndios florestais e (9) ações de prevenção e monitoramento. Em Sinop, o (CR-III) atendeu: (52) chamados de combate aos incêndios florestais e (140) de prevenção e monitoramento e (4) formação de brigada. O (CR-IV) de Tangará da Serra atendeu: (28) de incêndio florestal, (13) prevenção e monitoramento (1) formação de brigada. Ainda de acordo com os dados, o (CR-V) de Cáceres atendeu: (22) de incêndio florestal, (12) prevenção e monitoramento e (1) formação de brigada. O (CR-VI) de Barra de Garças atendeu: (19) de incêndio florestal, (59) prevenção e monitoramento e (1) formação de brigada. O (CR-VII) de Alta Floresta atendeu: (8) de incêndio florestal e (81) prevenção e monitoramento. O BEA registrou: (29) de incêndio florestal e (28) prevenção e monitoramento.  A totalidade de atendimentos na área urbana, no período de 1 a 19 julho, foram 464 ocorrências de combate aos incêndios em vegetação dentro ou próximas das cidades. Ação Estratégica Para fase resposta à Temporada de Incêndios Florestais e desmatamento ilegal o Governo de Mato Grosso disponibilizou R$ 73 milhões com investimentos em equipamentos, viaturas helicóptero para diversas ações de combate e proteção dos biomas mato-grossense.     Com este investimento, o CBMMT e demais forças que exercem as ações de combate e controle ao e incêndios florestais no Estado estão atentos com realização de ações de combate e seguem monitoramento constantemente para identificar áreas que estão sendo destruídas de forma irregular com uso do fogo em Mato Grosso. Denúncias e atendimentos Para atendimento das ocorrências de incêndios florestais, deve ser acionado o número 193 do Corpo de Bombeiros. Já em caso de denúncias de queimadas nas áreas rurais o cidadão deve entrar em contato pelo 0800 647 7363. Queimadas urbanas devem ser denunciadas na prefeitura do município de ocorrência, nas secretarias municipais de meio ambiente ou defesa civil municipal.

Governo de MT garante asfaltamento das paralelas da MT-322

access_time20/07/2021 10:08

O Prefeito Maurício Ferreira de Souza acompanhado do Deputado Estadual Nininho esteve reunido com o Vice-Governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta no Palácio Paiaguás em Cuiabá. O encontro foi produtivo para o setor de infraestrutura de Peixoto de Azevedo e distrito União do Norte. O Vice-Governador Pivetta garantiu convênio entre o Estado e Município para 100.000 M² de pavimentação asfáltica, direcionados para as paralelas da MT-322 em União do Norte e asfaltamento de vias dos Bairros Bela Vista e Santa Izabel. Com uma forte gestão política do Deputado Nininho, o município está sendo incluído em um grande programa de pavimentação asfáltica que será desenvolvido pelo Governo de MT em parceria com as Prefeituras Municipais. “Já temos a confirmação de 100.000 metros quadrados de asfaltamento, em especial das paralelas da MT-322 em União do Norte, hoje habitada por mais de 12.000 pessoas. Este é o maior assentamento da América Latina e que por sua vez é maior que dezenas de cidades Mato-grossenses em índice populacional. Esta região vem se desenvolvendo de forma extraordinária através da presença de instituições financeiras, grandes empresas e indústrias, armazéns e silos, cooperativas e associações e vem se despontando na produção de grãos, gado de corte e de leite, agricultura familiar, extração mineral, base florestal, turismo, entre outras frentes de fomentação econômica. A população desta localidade sonhava com esta obra de infraestrutura e que esperamos lançar e executar muito em breve”, disse o Deputado Nininho. O Prefeito lembrou que a pavimentação asfáltica vem para agregar valorização urbanística e imobiliária, para eliminar a poeira e a lama, para garantir a fluidez e segurança do trânsito e para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos de União do Norte. “Agradeço o Vice-Governador Otaviano Pivetta pela visão municipalista e por atender este pleito, pois a pavimentação asfáltica das paralelas da MT-322 em União do Norte e de ruas dos Bairros Bela Vista e Santa Izabel fara com que possamos continuar modernizando a cidade com obras de infraestrutura, proporcionando ao nosso povo mais conforto e segurança nos deslocamentos, assegurando o embelezamento do município e o direito de ir e vir de todos os Peixotenses”, comentou Maurício. Em seu segundo mandato como Gestor Municipal, Maurício Ferreira de Souza quer encerrar 2024 com 100% da cidade coberta com a infraestrutura asfáltica.

Programa do Governo de MT para alfabetizar crianças até o 2º ano do Ensino Fundamental é aprovado na ALMT

access_time20/07/2021 09:43

Garantir a alfabetização das crianças até o 2º ano do Ensino Fundamental é o objetivo do Programa Alfabetiza MT, que será lançado pelo Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT). O projeto de lei que cria o programa, assim como o Prêmio Educa MT, foi aprovado nesta segunda-feira (19.07) pelos deputados estaduais e será instituído em regime de colaboração com os municípios. Somando investimentos de R$ 16.500.850,00 do governo estadual, o programa será desenvolvido com apoio da Fundação Lemann, Associação Bem Comum e Instituto Natura, nos mesmos moldes do que já aconteceu no Ceará e outros Estados. Com apoio técnico e pedagógico, formação de profissionais, avaliações externas, premiação de escolas e acompanhamento das ações nas prefeituras, o objetivo da Seduc é reduzir as taxas de alfabetização incompleta e letramento insuficientes em séries avançadas. O governador Mauro Mendes destaca o impacto do programa na vida de milhares de crianças e a dignidade que a iniciativa vai conferir a elas. "Essa é uma ação de relevante importância que resgata a cidadania e a dignidade de milhares de crianças de Mato Grosso. Sei do sofrimento que o analfabetismo causa, pois sou filho de uma mãe que morreu analfabeta. Vamos dedicar todos nossos esforços para mudar essa realidade". Regime de colaboração Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que o regime de colaboração entre estado e municípios é um importante instrumento para o processo de melhoria da aprendizagem, uma vez que aproxima as redes de ensino e desenvolve políticas educacionais que valorizam os estudantes das escolas públicas, além de incentivar o desenvolvimento profissional dos educadores, que costumeiramente atuam nas duas redes. “Por meio do regime de colaboração o estudante é visto, independente da rede de ensino, como criança do estado de Mato Grosso e, sobretudo, como o principal beneficiário das ações a serem desenvolvidas pela parceria, o que se caracteriza como uma estratégia-chave na garantia do direito à aprendizagem a todos os envolvidos”. Alan Porto acrescenta que o sucesso na alfabetização contribui para a evolução do estudante em todas as etapas da educação básica. “O programa beneficiará diretamente os estudantes, professores coordenadores pedagógicos dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental e gestores escolares das redes públicas de ensino de Mato Grosso, mas os resultados positivos deverão impactar, com o passar do tempo, todas as etapas subsequentes, pois os estudantes bem alfabetizados seguem com menos percalços a sua trajetória escolar, melhorando o fluxo e a aprendizagem”. Prêmio reconhece e estimula cooperação O Alfabetiza MT tem como um de seus componentes o Prêmio Educa MT. O incentivo será de R$ 8.250.000,00, sendo R$ 5.500.000,00 para a premiação e R$ 2.750.000 para apoio financeiro. Serão premiadas as 200 escolas da rede púbica de Mato Grosso sendo 80 com melhores resultados, 10 com as maiores evoluções, 10 que tiverem os menores desvios-padrões, e receberão apoio as 100 escolas que obtiverem os resultados mais baixos, a fim de melhorar esses índices.  “Uma regra importante do prêmio é que as escolas premiadas ficarão responsáveis por desenvolver, durante o período de um ano, ações de cooperação técnico-pedagógica com uma das 100 escolas que tenham recebido os resultados menos promissores”, explica o secretário Alan Porto que aponta essa estratégia como o diferencial. Bolsas aos profissionais O Alfabetiza MT terá ainda incentivo à gestão do programa nos municípios e à rede de formação, com distribuição de bolsas aos profissionais responsáveis pelas ações de formação continuada dentro do programa. Os perfis, quantidades, valores e demais critérios serão definidos por regulamento próprio. Durante o programa, serão monitorados a política educacional e os indicadores de aprendizagem, além de realização de avaliação externa de aprendizagem para os estudantes de 2º e 5º anos do Ensino Fundamental. O programa vai investir ainda em material didático complementar para estudantes e professores e fará o acompanhamento pedagógico das unidades de ensino. Inspiração cearense O Alfabetiza MT é inspirado no Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC) do Ceará. Implantada há 14 anos, a iniciativa foi a responsável em elevar os índices de alfabetização entre os estudantes. Os resultados podem ser medidos por indicadores como o Ideb, considerando os anos iniciais do Ensino Fundamental: em 2007, ano de lançamento do PAIC, a rede pública cearense era a 16ª do país com nota de 3,8. Em 2019, o estado nordestino obteve 6,4 e ficou em 3º lugar, atrás de São Paulo e Paraná. Além do Ceará, já implantaram o programa Amapá, Maranhão, Piauí, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Goiás e Mato Grosso do Sul. Ao todo, 21 mil escolas, 103 mil docentes e 774 mil estudantes são atendidos.

Dia do Garimpeiro em Mato Grosso será comemorado em live

access_time16/07/2021 07:17

A tradicional comemoração do Dia do Garimpeiro, 21 de julho, será realizada virtualmente este ano na região Norte de Mato Grosso. A “Live Novos Garimpeiros” será realizada em Peixoto de Azevedo e transmitida pelo YouTube às 19h30 (horário de Mato Grosso). Programada para ter 2h30 de duração, a live terá atrações musicais com a participação de artistas locais, como Maik&Ciel, Alcirene Matos, Dircel Acústico e Beatriz Freitas, premiação do concurso de poesia, exibição de vídeos mostrando os avanços da pequena mineração em Mato Grosso e, ainda, o lançamento oficial do Projeto Garimpo 4.0. Desenvolvida pela Anoro – Associação Nacional do Ouro, a iniciativa visa incentivar a legalização do garimpo, levar orientação sobre as boas práticas na atividade e a proteção ambiental. Localizado no Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo tem como principal base da sua economia a mineração de ouro. A data é tão importante para a cidade que virou feriado local. O município também é sede da maior cooperativa de garimpeiros do Brasil, a Coogavepe – Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto, que possui hoje mais de 5 mil associados e atende 8 municípios da região. Com o crescimento da legalização da atividade da pequena mineração, está sendo possível mensurar a importância do setor para a economia de Mato Grosso. A região movimentou em 2021 o montante de R$ 1,3 bilhão em ouro e arrecadou R$ 28,9 milhões em impostos (Cefem e Iof-ouro). Em 2020, a comemoração que era tradição deixou de ser realizada devido a pandemia da Covid-19. Este ano, a realização da “Live Novos Garimpeiros” foi a forma encontrada para manter a tradição. O QUE? LIVE NOVOS GARIMPEIROS  QUANDO: 21 DE JULHO LOCAL: PEIXOTO DE AZEVEDO  HORÁRIO: 19h30 HORÁRIO DE MT TRANSMISÃO: YOUTUBE CANAL DA DP MARKETING DIGITAL  LINK:  https://youtu.be/qxycE-pxywo

Sema aplica multa de R$ 1 milhão em empresa de Sorriso por poluir Rio Celeste

access_time15/07/2021 07:42

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) multou em R$ 1 milhão uma empresa localizada na zona rural de Sorriso (a 416 quilômetros da capital) por despejar efluentes no Rio Celeste, e por operar em desacordo com a licença ambiental. A fiscalização foi realizada na última quinta-feira (08.07). Pescadores enviaram uma denúncia à Sema de que estava ocorrendo o lançamento de resíduos no rio Celeste, após perceberem mal cheiro e diferença na tonalidade da água. Após a fiscalização, a Safras Indústria e Comércio De Biocombustíveis LTDA foi notificada para suspender a operação e também para interromper o lançamento de efluente não tratado. Estes resíduos podem prejudicar a flora e a fauna do local, explica o diretor da Unidade Descentralizada da Sema de Sinop, Gabriel Conter. “Quando você lança uma grande quantidade de matéria orgânica, esgoto ou resíduo bruto, em um curso d’água, ele aumenta a quantidade de matéria orgânica na água o que pode levar a morte de peixes. Vale lembrar que esse tipo de empreendimento é bem-vindo no nosso estado, desde que trabalhe de maneira sustentável”, adverte o diretor. Multa aplicada A empresa foi licenciada em 2020 e operaria com o circuito fechado, ou seja, sem o lançamento de líquidos e afluentes brutos em solo ou em água. Pelo descumprimento da licença, a Sema aplicou uma multa de R$ 1 milhão de reais, sendo R$ 500 mil por despejo irregular de matéria orgânica e resíduos não tratáveis; R$ 250 mil por utilizar recursos hídricos sem autorização; e R$ 250 mil pelo funcionamento do empreendimento em desacordo com a licença ambiental.

Arqueólogos encontram materiais pré-coloniais que provam que ancestrais habitaram em MT há 9 mil anos

access_time14/07/2021 17:25

Arqueólogos do Museu do Vale do Arinos encontraram materiais pré-colonias, no fim de junho deste ano, que provam que ancestrais humanos habitaram em Juara, a 694 km de Cuiabá, há, pelo menos, nove mil anos. A região tem um grande número de sítios arqueológicos já registrados, onde são encontrados vários vestígios de cerâmicas, gravuras rupestres e fósseis. De acordo com o coordenador da Câmara Setorial de Arqueologia do Museu, Saulo Augusto de Moraes, é muito comum moradores da região encontrarem sítios arqueológicos de diferentes tipos. Alguns já foram registrados pelo museu, que tem um acervo de cerâmicas, fósseis, líticos polidos - rochas e minerais utilizados como os primeiros materiais pelo homem de diversas formas, como instrumentos de caça e confecção de símbolos religiosos - e gravuras rupestres. Recentemente, os arqueólogos da região encontraram os líticos polidos. Saulo explicou que esses achados são provas materiais de que ancestrais habitaram a região. Os arqueólogos também encontraram gravuras rupestres que sugerem a existência de grupos humanos de viveram na região há quase 10 mil anos, considerando estudos arqueológicos realizados em outras regiões que possuem gravuras semelhantes. Essas descobertas têm o objetivo de localizar, proteger e difundir o patrimônio arqueológico regional e do estado. “É sempre gratificante fazer parte desse trabalho, uma vez que a função social do Museu do Vale do Arinos é proteger e difundir o patrimônio histórico e cultural regional”, pontuou. O museu também já registrou um sítio de gravuras rupestres, que são materiais de superfície e não precisam de escavação. Encontraram também um sítio de pinturas rupestres. Agora, estão em fase inicial de catalogação para aprofundamento de estudos arqueológicos. O coordenador contou que os pesquisadores possuem um fóssil de preguiça gigante, mas que para ter os estudos científicos mais aprofundados, o museu tem poucos recursos financeiros. O Museu do Vale do Arinos é uma instituição pública municipal de Juara, inaugurada em 2018. A gestão é compartilhada com a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) e com o Instituto Ecumam.

Campo Sintético de Peixoto terá o nome ´Marquinhos do Esporte`

access_time14/07/2021 07:20

O presidente da Câmara Municipal de Peixoto de Azevedo, Evandro Kommers, fez projeto de Lei para que o Campo Sintético do Bairro Nova Esperança de Peixoto de Azevedo tenha o nome Marquinhos do Esporte'. O projeto de Lei Legislativo Nº 007/2021, dispõem sobre denominação do Campo Sintético em homenagem ao saudoso, Marcos Antônio dos Santos (Marquinhos do Esportes). O projeto foi aprovado por todos os vereadores presentes na sessão de segunda-feira (12/07) e será encaminhado para o prefeito sancionar. Marquinhos, muito conhecido na cidade de Peixoto de Azevedo, faleceu por volta das 22h da noite de sexta-feira (17/08/2018) no Hospital Regional, após ser vítima em acidente na paralela da BR-163 próximo a entrada da vaquejada, onde trabalharia naquela noite. Marquinhos do Esporte, como é conhecido, foi encaminhado ao hospital e recebeu todos os cuidados, mas teve duas paradas e após estar sedado acabou não resistindo. O site Peixoto On-Line e o site Esporte de Peixoto parabenizam a Câmara Municipal pelo gesto e homenagem ao ilustre esportista que sempre estará na lembrança de todos peixotenses.

Luísa Sonza volta às redes e anuncia lançamento de novo álbum

access_time12/07/2021 08:55

Luísa Sonza voltou às redes sociais às 0h desta segunda-feira (12/7) após cerca de um mês afastada para cuidar de sua saúde mental. A cantora aproveitou para divulgar a data de lançamento de seu novo álbum, Doce 22, para o próximo domingo (18/7), e foi parar nos assuntos mais comentados no Twitter com o termo “Ela voltou”. “Nasci às 23:55 do dia 18 de julho. Isso significa que, no dia 18, ainda vou ter 22 anos até os cinco minutos antes da meia-noite. Dito isso, não faria sentido (pelo menos não na minha cabeça sistemática) lançar o álbum depois dos 22. Dia 18 é a data limite. Os 45 do segundo tempo. Não dá para adiar ele mais do que isso. Vou lançar ele à meia-noite do dia 17 para o dia 18. Meu último dia com 22. Meus doces 22”, escreveu ela no Instagram. “De certa maneira, estou ansiosa para mostrar o que fiz para vocês e, principalmente, para mim, na verdade. Talvez, vocês nem entendam nada desse álbum ou entendam ele todo errado. Ou talvez vocês, finalmente, possam me entender. E, se vocês entenderem, podem explicar para mim? Porque eu acho que ainda não entendi nada. Mas eu sei que sinto cada parte desse álbum dentro de mim. No final, é isso que importa. Eu quero que as músicas desse álbum não sejam sobre a minha vida, sejam sobre a nossa. Quero que esse álbum seja sobre nós. Sobre você, suas vivências. Quero que você sinta esse álbum como eu sinto, seja lá o que você já viveu, que esse álbum te conforte, te divirta, te faça chorar, te faça se sentir sexy, te faça sentir raiva, coragem, prazer, poder, dor, força, muita força, de preferência. Que esse álbum te faça sentir. Enfim, é isso. Voltei”, finalizou Luísa.