Banner Outras
Notícias recentes
Mais de 4 toneladas de droga foram apreendidas na fronteira com a Bolívia em 2018, diz comandante-geral do Gefron

Mais de 4 toneladas de droga foram apreendidas na fronteira com a Bolívia em 2018, diz comandante-geral do Gefron

access_time27/02/2019 09:33

Mais de 4 toneladas de droga foram apreendidas na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia em 2018, se

Galo e Palmeiras costuram outro negócio e anúncio de Papagaio está por detalhes

Galo e Palmeiras costuram outro negócio e anúncio de Papagaio está por detalhes

access_time30/12/2018 14:29

Palmeiras e Atlético seguem em conversas para montarem seus times. Após a confirmação da compra

Dono de algodoeira é preso por furtar energia que abasteceria cidade por 2 meses

Dono de algodoeira é preso por furtar energia que abasteceria cidade por 2 meses

access_time03/10/2018 08:47

O dono de uma algodoeira em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, foi preso na terça-feira (2) por

Notícias com a tag: aviao

Avião é interceptado pela FAB em Mato Grosso, faz pouso forçado e é destruído pelo fogo

access_time07/03/2020 19:43

Os ocupantes de uma aeronave que cruzava a fronteira da Bolívia atearam fogo nela e fugiram após interceptação feita pela Força Aérea Brasileira (FAB), neste sábado (7), em uma área rural próximo ao Porto Jofre, em Poconé. A suspeita é de que a aeronave estava sendo utilizada para tráfico de drogas. De acordo com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), a equipe foi acionada após uma aeronave suspeita voar a baixa altura sobre região do Pantanal, cruzando a fronteira com a Bolívia para o lado brasileiro. Após o piloto perceber que seria abordado, fez pouso forçado em uma propriedade rural, em Poconé, e em seguida os ocupantes atearam fogo no avião e fugiram para região de mata. Na aeronave, que ficou completamente destruída, foi possível identificar vestígios de produto análogo a cocaína, que foi recolhido e será encaminhado para análise pericial. As equipes da FAB e do CIOPAER, junto a Polícia Federal e Grupo Especial de Fronteira de Mato Grosso continuam as buscas pelos suspeitos na região.

Passaporte vencido serve como identificação em território nacional, diz juíza

access_time02/03/2020 08:11

Ainda que esteja vencido, o passaporte serve como documento de identificação em todo o território nacional. Foi com base nesse entendimento que a juíza Marília de Ávila e Silva Sampaio, do 6º Juizado Especial Cível de Brasília, condenou uma empresa de aviação a pagar indenização a um cliente que foi proibido de embarcar. A decisão é do dia 19 de fevereiro. Segundo os autos, o consumidor apresentou apenas um passaporte vencido como meio de identificação. A companhia argumentou que o meio não seria aceito, proibindo o ingresso do cliente. De acordo com a decisão, no entanto, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), determina que “o passaporte dentro do prazo de validade é exigido somente para voos internacionais”. “Portanto, evidente que o impedido do embarque por motivos de passaporte vencido foi ato falho da ré, apto a causar danos morais ao passageiro”, afirma a magistrada.  A decisão determina que a atuação da empresa enseja danos morais porque frustrou a participação do consumidor em uma palestra profissional que ocorreria no Distrito Federal. “O cumprimento do contrato de prestação de serviço deve se pautar pela solidariedade entre ambos os contratantes na consecução dos objetivos do contrato. Não pode o fornecedor, porque detém a primazia da condução do contrato, impor o atendimento de somente seus interesses, em detrimento do consumidor”, diz a juíza. Clique aqui para ler a decisão 0757450-73.2019.8.07.0016

Piloto de avião é preso com meia tonelada de cocaína escondida na plantação de eucalipto em Juscimeira

access_time02/03/2020 07:56

Um piloto de avião foi preso nesse domingo (1º) com meia tonelada de cocaína escondida em uma plantação de eucalipto na zona rural de Juscimeira. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), as forças de segurança e a Força Aérea Brasileira (FAB) identificaram um voo suspeito em território brasileiro. De helicóptero, as equipes policiais foram até o local de pouso, na zona rural de Juscimeira, e localizaram a droga escondida na plantação. O avião suspeito decolou antes da abordagem, seguiu destino para Nova Mutum, e pousou na cidade. Os policiais foram até o aeroporto da cidade e encontraram o avião, modelo Baron, e prenderam o piloto. O suspeito, que não tem antecedentes criminais, foi levado até a Polícia Federal de Cáceres. O nome dele não foi divulgado. Os policiais estimam que a droga está avaliada em R$ 11 milhões. Piloto de avião foi preso com meia tonelada de cocaína escondida em plantação de eucalipto em Mato Grosso — Foto: Sesp

Irã enviará caixas pretas de avião para a Ucrânia

access_time18/01/2020 11:42

O Irã está enviando à Ucrânia as caixas pretas do avião ucraniano que seu exército acidentalmente derrubou neste mês, informou a agência de notícias Tasnim, neste sábado. As autoridades iranianas também estão preparadas para que especialistas de França, Canadá e Estados Unidos examinem os dados das caixas, disse a agência de notícias semi-oficial. Todas as 176 pessoas a bordo do avião morreram quando o voo da Ukrainian International Airlines foi derrubado, em 8 de janeiro, após sair de Teerã em direção à capital ucraniana Kiev. “Com o uso da expertise de países como França, Canadá e EUA, tentaremos ler (os dados registrados do voo) em Kiev”, teria dito Hassan Rezaifar, diretor no comando das investigações do acidente pela Organização de Aviação Civil do Irã, segundo a Tasnim. “Se essa tentativa não for bem sucedida, a caixa preta será enviada à França”. As caixas pretas não serão lidas no Irã, disse Rezaifar, segundo a Tasnim. Cinquenta e sete dos mortos eram canadenses. O primeiro-ministro Justin Trudeau, que estava pressionando por uma investigação completa sobre a queda do avião, disse na sexta-feira que o Irã deveria enviar as caixas pretas para a França para análise.

Avião pilotado por italiano é apreendido com R$ 4,6 milhões em malas de dinheiro em MT

access_time01/07/2019 11:39

Um avião com R$ 4,6 milhões em malas de dinheiro foi apreendido nesse domingo (30) em um aeroporto no município de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (1º) pela Polícia Civil. Segundo o delegado Vinícius Nazário, o piloto da aeronave fez um pouso forçado depois de uma pane. O piloto foi ouvido e liberado pela polícia. O dinheiro seria usado para compra de ouro em Itaituba, no Pará. O piloto é italiano e foi identificado como Francesco Turriziani, de 61 anos. A reportagem tenta localizar o advogado dele. Avião com R$ 4,6 milhões fez pouso forçado e polícia encontrou malas de dinheiro em Alta Floresta O avião, Cesnna 206 T, prefixo PR-RMHano 2005, fez pouso forçado em um aeroporto rural a 5 km de Alta Floresta. De acordo com a Polícia Civil, apenas o piloto estava na aeronave. Ele saiu Sorocaba, em São Paulo, com destino a Itaituba. O avião faria duas paradas de abastecimento, sendo uma em Jatai (GO), onde o piloto percebeu o problema na aeronave. Mesmo assim ele seguiu a viagem com a próxima parada em Alta Floresta, local em que teve que fazer o pouso forçado. Moradores ligaram para a polícia dizendo que um avião havia ''caído'' no aeroporto. Os policiais foram ao local e encontraram o piloto embarcando em um táxi. No avião a polícia encontrou seis malas contendo uma enorme quantia em dinheiro, totalizando R$ 4.679.750. Avião prefixo PR-RMH fez pouso em Alta Floresta: polícia encontrou R$ 4,6 milhões na aeronave O dinheiro foi apreendido e depositado em conta da Justiça de Mato Grosso. O delegado Vinicius Nazário informou que piloto foi ouvido e não soube explicar a origem do dinheiro. Depois o piloto informou que o dinheiro é de um ''parceiro de negócios'' e refere-se à venda de um avião em São Paulo. Até o momento a versão não foi comprovada e o dinheiro foi mantido apreendido. A origem do dinheiro será investigada em inquérito policial. O piloto foi liberado por não ter 'provas' contra ele, conforme informou a Polícia Civil.