ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Joana Sanz decide reatar com Daniel Alves após acusação de estupro

Joana Sanz decide reatar com Daniel Alves após acusação de estupro

access_time02/10/2023 16:21

A modelo Joana Sanz decidiu interromper o processo de divórcio com o ex-lateral Daniel Alves, que es

Polícia Civil indicia líder religioso e mãe de criança por estupro de vulnerável em Cáceres

Polícia Civil indicia líder religioso e mãe de criança por estupro de vulnerável em Cáceres

access_time17/10/2023 14:10

Um homem que atuava como líder religioso, em Cáceres, foi indiciado em inquérito da Polícia Civil qu

Mulher se casa com homem criado por inteligência artificial: ‘Vamos para a cama’

Mulher se casa com homem criado por inteligência artificial: ‘Vamos para a cama’

access_time06/06/2023 08:01

Compreensivo e protetor. Essas são as duas características do médico Eren Kartal, 36 anos, que conqu

Polícia Civil recupera R$ 2,1 mil subtraídos em golpe em Guarantã do Norte

Polícia Civil recupera R$ 2,1 mil subtraídos em golpe em Guarantã do Norte

Vítima fez transferências bancárias após negociar veículo anunciado em rede social

access_time20/01/2023 11:41

Uma vítima de golpe na compra de um veículo pela internet teve valores ressarcidos pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (20.01), em ação conjunta da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI) e Delegacia de Guarantã do Norte (38 km ao norte de Peixoto de Azevedo).

A vítima moradora de Guarantã do Norte procurou a delegacia do município para relatar que havia caído em um golpe na compra de um veículo, anunciado em uma rede social da internet. Após negociação dos valores, a vítima fez duas transferências bancárias via pix para contas indicadas pelo golpista.

Após receber o valor, o suspeito bloqueou a vítima, momento em que ela percebeu que havia caído em um golpe. Com a comunicação dos fatos, os policiais da Delegacia de Guarantã do Norte entraram em contato com a equipe da DRCI, que junto ao setor antifraudes da agência bancária, conseguiu o bloqueio de R$ 2,1 mil transferidos pela vítima.

O delegado da DRCI, Ruy Guilherme Peral da Silva, alerta que em compras realizadas por meio sites e redes sociais da internet, as vítimas devem ter cuidado redobrado. “É preciso verificar antes de fazer qualquer transferência se a pessoa com que está sendo feita a negociação é o verdadeiro proprietário ou responsável pelo produto vendido”, disse o delegado.

Os valores serão restituídos à vítima após algumas providências de praxe junto ao banco.





Por: Assessoria

Outras notícias

Comentários