ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Servidores da Funai criaram 552 falsas aposentadorias de indígenas para roubar R$ 64 milhões

Servidores da Funai criaram 552 falsas aposentadorias de indígenas para roubar R$ 64 milhões

access_time29/06/2023 05:21

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (28) a Operação Sangradouro, para desmontar uma assoc

Com inflação disparada, Argentina coloca em circulação nota de 2 mil pesos

Com inflação disparada, Argentina coloca em circulação nota de 2 mil pesos

access_time23/05/2023 09:23

Com uma inflação de mais de 100% ao ano, a Argentina colocou em circulação na segunda-feira 22 a not

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 35 milhões; veja as dezenas sorteadas

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 35 milhões; veja as dezenas sorteadas

access_time20/09/2023 06:23

Nenhum apostador as seis dezenas sorteadas no concurso 2.634 da Mega-Sena na noite desta terça-feira

Grupo armado invade fazenda em Peixoto e rende funcionários
Câmera filmou funcionário da propriedade sendo rendido pelos criminosos (foto: reprodução)

Grupo armado invade fazenda em Peixoto e rende funcionários

Caso ocorreu na zona rural, na madrugada deste domingo (5)

access_time05/05/2024 18:20

Ao menos 10 homens encapuzados e armados invadiram a Fazenda Reunidas, no Município de Peixoto de Azevedo, na madrugada deste domingo (5), e fizeram reféns. Parte da ação foi filmada por câmeras de segurança.

Nas imagens é possível ver que o grupo criminoso chega à guarita da fazenda em quatro caminhonetes. Em seguida, vários homens, portando armas curtas e longas, descem gritando: “Mão na cabeça”.

Após renderem o trabalhador que estava de guarda, eles abrem o portão da propriedade. No vídeo seguinte, um funcionário aparece rendido, deitado de bruços e com as mãos na cabeça.

Ao seu lado, dois dos criminosos apontam armas para ele, enquanto outro vasculha o casebre atrás. Logo depois, um quarto homem aparece nas imagens, e eles levam o funcionário consigo.

Conforme o boletim de ocorrência, o grupo era formado por 12 homens, sendo que dois deles portavam uma espingarda calibre 12 e um fuzil. Durante a invasão, segundo as vítimas, os homens procuravam por ouro e disseram "que iriam pegar agora e devolver depois". 

O grupo, conforme o B.O., também procurava por armas de fogo e acusaram as vítimas de estarem grilando a propriedade. Antes de saírem da fazenda, eles atiraram nas câmeras e danificaram o portão, para que fosse deixado aberto. 

Na fuga também levaram quatro veículos de funcionários e alguns trabalhadores como reféns. Posteriormente, os carros e as vítimas foram abandonados na BR-163.

De acordo com o relato, durante a liberação, os criminosos os ameaçaram para que não voltassem à fazenda, pois “outra equipe estaria em direção ao local, e que era só para as vítimas retornarem depois das 12h”.

Os funcionários da propriedade ainda foram filmados pelo bando e tiveram seus celulares destruídos a tiros, segundo o B.O.

Já de volta na fazenda, uma das vítimas afirmou que, horas depois, viram seis veículos de escolta armada passando em frente à propriedade, junto de uma Chevrolet S10 e uma Toyota Hilux.

Conforme as vítimas, o local já havia sido invadido com uso de empresa de escolta armada, na época que a área estava em litígio. Porém, a ação judicial já teria sido finalizada, sendo que os atuais proprietários venceram o processo.

O caso é investigado pela Polícia Civil.





Por: ANGÉLICA CALLEJAS DA REDAÇÃO DO MIDIA NEWS

Outras notícias

Comentários