Spigreen
Notícias recentes
Delegada não descarta possibilidade de envolvimento de policiais no furto de avião em Matupá

Delegada não descarta possibilidade de envolvimento de policiais no furto de avião em Matupá

access_time05/05/2020 10:01

A delegada da Polícia Civil de Matupá, Juliana Rado, não descartou, em entrevista, a possibilidade d

Funcionários dos Correios entram em greve em todo o país

Funcionários dos Correios entram em greve em todo o país

access_time18/08/2020 08:40

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT) decidiu entrar

Governo muda decreto e permite queimadas para agricultura fora da Amazônia

Governo muda decreto e permite queimadas para agricultura fora da Amazônia

access_time31/08/2019 11:31

O governo federal alterou o decreto que proibia as queimadas em todo o país durante o período da sec

Notícias com a tag: Espanha

Com a colaboração de Vinicius Junior, Real Madrid sai do sufoco contra o Valladolid e volta a vencer

access_time03/11/2018 15:11

O Real Madrid passou sufoco na tarde deste sábado. Uma das sensações do Campeonato Espanhol, o Valladolid não só ia arrancando um empate valioso no Santiago Bernabéu como, por vezes, parecia até mais próximo da vitória - como quando acertou o travessão de Courtois duas vezes. As coisas estavam ruins para o lado merengue. Até que o técnico Solari chamou Vinicius Junior, ali pela metade do segundo tempo. E o menino ex-Flamengo tirou o Real do aperto. Com uma dose de sorte, é verdade: o chute para o gol explodiu em Alcaraz e abriu o placar da partida. Em seguida, ele deu o passe para Benzema sofrer o pênalti, e Sergio Ramos selar a vitória por 2 a 0. BOA, GAROTO! Vinicius Junior, enfim, está recebendo os minutos que ele, a imprensa espanhola e a torcida do Real Madrid tanto pediam. Neste sábado, foi o último a sair do banco, entrou no lugar de Asensio e acabou sendo decisivo. Contou com muita sorte no primeiro gol - a bola passaria longe da meta do goleiro Masip. Mas foi premiado por partir para cima da marcação e tentar a finalização, afinal ele entrou para isso. E o árbitro deu o gol para ele. Na comemoração, o menino de 18 anos, com muita personalidade, reverenciou a torcida.

Com gol no fim, Espanha vence a Tunísia em jogo de poucas emoções e vaias da torcida

access_time09/06/2018 18:17

VITÓRIA NO FIM A torcida russa chegou a se impacientar com o insistente 0 a 0 entre Espanha e Tunísia, neste sábado, em Krasnodar. Com muita posse de bola, mas pouca objetividade, os espanhois "cozinhavam" o adversário até acharem o gol da vitória. O lance que decretou o triunfo por 1 a 0 aconteceu aos 38 minutos do segundo tempo. Em jogada iniciada pelo brasileiro Diego Costa, Iago Aspas, atleta do Celta de Vigo, ficou livre para marcar o gol da partida. Foi o último amistoso das duas seleções antes do Mundial da Rússia. A Espanha está no grupo B ao lado de Portugal, Irã e Marrocos. A estreia da "Fúria" será o clássico contra os portugueses na sexta, às 14h, em Sochi. A Tunísia, por sua vez, está no grupo G, ao lado de Bélgica, Inglaterra e Panamá. A estreia dos tunisianos será contra os ingleses, dia 18, em Volgogrado, às 14h. PRIMEIRO TEMPO A Espanha tinha a posse de bola da partida, mas os tunisianos foram perigosos nos contra-ataques no primeiro tempo. Aos dez minutos, Badri recebeu livre na frente, mas chutou fraco, facilitando a defesa de De Gea. Aos 33, foi a vez de Sliti ser lançado na área e desviar rente ao poste esquerdo do goleiro espanhol. Revoltado com as falhas de marcação da sua equipe, o camisa 1 deu uma grande bronca na sua defesa. Coincidência ou não, a Espanha parou de ceder espaços ao rival. No melhor momento da Fúria na primeira etapa, Rodrigo, outro brasileiro naturlizado, desviou de cabeça para fora após um cruzamento de David Silva. SEGUNDO TEMPO A etapa final começou com uma polêmica. Logo aos quatro minutos, os espanhóis pediram pênalti após toque de mão involuntário na área de Maâloul. Aos nove, Alba arriscou da entrada da área, e a bola passou perto do poste esquerdo de Balbouli, que ficou apenas no golpe de vista. A Espanha seguiu dominando, mas com pouca objetividade. As chances eram poucas, o que fez com que a torcida russa passasse a vaiar o toque de bola espanhol. Na metade do segundo tempo, Iniesta teve ótima chance, mas a finalização foi para fora. Aos 19 minutos, o técnico Julen Lopetegui lançou Diego Costa, que passou a dar muito trabalho à defesa tunisiana. Em seu primeiro lance, o brasileiro colocou Balbouli para trabalhar. Aos 38, Diego iniciou o lance que levou a Espanha à vitória. Após driblar o goleiro tunisiano, ele serviu Iago Aspas, que não perdoou. Vitória da Fúria em Krasnodar.