anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Mais de 300 jornais norte-americanos se unem contra Trump

Mais de 300 jornais norte-americanos se unem contra Trump

access_time16/08/2018 08:06

Mais de 300 jornais dos Estados Unidos, entre eles o The New York Times, Dallas Morning News, o The

ONU recebe mais de US$ 305 milhões para Fundo de Emergência de 2021

ONU recebe mais de US$ 305 milhões para Fundo de Emergência de 2021

access_time09/12/2020 08:20

A Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou que já recebeu mais de US$ 370 milhões (cerca de 305

Governo Trump é processado por liberar impressão 3D de armas de fogo

Governo Trump é processado por liberar impressão 3D de armas de fogo

access_time02/08/2018 08:04

No mês passado, Cody Wilson e seu grupo sem fins lucrativos Defense Distributed encerraram uma longa

Notícias com a tag: ouro

Duas pessoas morrem carbonizadas após explosão de dinamites em garimpo de Guarantã

access_time20/08/2021 14:07

Duas pessoas morreram carbonizadas após a explosão de um garimpo na região conhecida como Serrinha, a cerca de 18 km de Guarantã do Norte (MT), na madrugada desta sexta-feira (20). De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram encontradas várias dinamites no local. Também ainda havia fogo quando a equipe chegou. As chamas foram controladas pelos militares e o garimpo foi isolado. Segundo os bombeiros, não foi possível identificar quem foram as vítimas, pois os corpos já estavam carbonizados quando chegaram. O local continua isolado aguardando o Grupo de Operações Especiais (GOE) de Cuiabá para análise do ambiente para a retirada dos corpos e dos materiais explosivos que não detonaram. Além dos bombeiros, a Policia Civil, Policia Militar e Politec estiveram no local. A ocorrência ainda será investigada.

Dia do Garimpeiro em Mato Grosso será comemorado em live

access_time16/07/2021 07:17

A tradicional comemoração do Dia do Garimpeiro, 21 de julho, será realizada virtualmente este ano na região Norte de Mato Grosso. A “Live Novos Garimpeiros” será realizada em Peixoto de Azevedo e transmitida pelo YouTube às 19h30 (horário de Mato Grosso). Programada para ter 2h30 de duração, a live terá atrações musicais com a participação de artistas locais, como Maik&Ciel, Alcirene Matos, Dircel Acústico e Beatriz Freitas, premiação do concurso de poesia, exibição de vídeos mostrando os avanços da pequena mineração em Mato Grosso e, ainda, o lançamento oficial do Projeto Garimpo 4.0. Desenvolvida pela Anoro – Associação Nacional do Ouro, a iniciativa visa incentivar a legalização do garimpo, levar orientação sobre as boas práticas na atividade e a proteção ambiental. Localizado no Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo tem como principal base da sua economia a mineração de ouro. A data é tão importante para a cidade que virou feriado local. O município também é sede da maior cooperativa de garimpeiros do Brasil, a Coogavepe – Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto, que possui hoje mais de 5 mil associados e atende 8 municípios da região. Com o crescimento da legalização da atividade da pequena mineração, está sendo possível mensurar a importância do setor para a economia de Mato Grosso. A região movimentou em 2021 o montante de R$ 1,3 bilhão em ouro e arrecadou R$ 28,9 milhões em impostos (Cefem e Iof-ouro). Em 2020, a comemoração que era tradição deixou de ser realizada devido a pandemia da Covid-19. Este ano, a realização da “Live Novos Garimpeiros” foi a forma encontrada para manter a tradição. O QUE? LIVE NOVOS GARIMPEIROS  QUANDO: 21 DE JULHO LOCAL: PEIXOTO DE AZEVEDO  HORÁRIO: 19h30 HORÁRIO DE MT TRANSMISÃO: YOUTUBE CANAL DA DP MARKETING DIGITAL  LINK:  https://youtu.be/qxycE-pxywo

CPI convoca ex-governador e 6 empresários para depor sobre exploração de minérios

access_time07/06/2021 15:32

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa aprovou na manhã desta segunda-feira (7) requerimento de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que convoca o ex-governador Silval Barbosa para prestar depoimento a respeito da exploração de minérios em Mato Grosso. Outros seis empresários também foram convocados para discutir o mesmo tema. Trata-se de Filadelfo Dias, Valdinei Mauro de Souza, Sérgio França, Priminho Riva e Walney Rosa. Presidente da CPI, o deputado Wilson Santos diz que a proposta é colher informações para que o Legislativo possa avançar na modernização de leis e garantir uma fiscalização eficiente que permite ao Estado conseguir uma boa arrecadação financeira para revertê-la em investimentos a sociedade. O parlamentar ressalta que muitas denúncias chegaram ao conhecimento da CPI a respeito da mineração, mas serão devidamente apuradas antes de qualquer responsabilização, muitas delas permanecendo, inclusive, em sigilo. “A mineração é uma área complexa que sempre correu solta, com pouca fiscalização, uma área em que o Estado tem pouco conhecimento e que tem servido atividades ilícitas. Além disso, as informações que dispomos é de que se ganha muito dinheiro com essa atividade e o retorno aos cofres públicos, em termos de contribuição, é quase zero”, disse. Em depoimento à CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal no dia 18 de maio, o delegado da Polícia Federal, Cristiano Nascimento dos Santos, revelou que a sonegação de tributos federais do ouro em todo o Brasil, no período compreendido entre janeiro de 2016 e maio de 2019, foi da ordem de R$ 318 milhões. A maior parte é relativo ao Imposto de Renda que o garimpeiro deixa de pagar, que corresponde a R$ 198 milhões. Em relação à exportação do ouro, nesse mesmo período, o valor foi de R$ 434 bilhões. Composição A CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal foi instalada no dia 12 de março de 2019. Para otimizar os trabalhos, os deputados optaram por dividir a CPI em cinco sub-relatorias: O deputado Ondanir Bortolini (PSD) - Nininho – sub-relator do setor de mineração. O deputado Valmir Moretto (Republicanos) é o responsável pela sub-relatoria do agronegócio. O deputado Carlos Avallone (PSDB) foi sub-relator do setor de combustíveis. A deputada licenciada Janaina Riva (MDB) ficou com setor de frigoríficos. O deputado Wilson Santos (PSDB) cuida dos incentivos fiscais.

Dono de garimpo ilegal é multado em R$ 2,5 milhões

access_time30/05/2021 19:40

Uma equipe do Batalhão de Proteção Ambiental descobriu na quinta-feira (27/05) um garimpo ilegal em pleno funcionamento na cidade de Aripuanã. O alerta de irregularidade foi emitido pela Plataforma Planet SCCON e a multa aplicada chegou a R$ 2,5 milhões. A ação faz parte da Operação Arco Norte, que começou dia 25 de maio e segue até 07 de junho. Na área localizada na zona rural da cidade conhecida como Baixão da Serra, os maquinários trabalhavam normalmente na extração do minério. Um homem de 42 anos apresentou como proprietário do empreendimento. Questionado se teria licença ou autorização para o funcionamento do garimpo, respondeu que não. Em consulta na base de sistema da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) a propriedade constou no Cadastro Ambiental Rural (CAR), no nome de uma mulher. Na ação, foram apreendidos seis tratores escavadeira hidráulica, um trator pá carregadeira e 14 motores bomba estacionários, sendo três deles no local. Conforme toda irregularidade encontrada, foram emitidos cinco autos de inspeção, cinco autos de infração, nove termos de apreensão, 11 temos de depósito, um termo de inutilização, além da multa.

CPI revela sonegação bilionária no ouro; notas "manuais" facilitam esquema

access_time18/05/2021 09:58

Em reunião ordinária, nesta segunda-feira (17), a CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso ouviu o delegado da Polícia Federal, Cristiano Nascimento dos Santos, e o presidente do Sindicato das Indústrias Extrativas de Minérios (Sindiminério), Antônio Silva Toledo Pizza. A oitiva de Cristiano foi presencial. Ele falou dos números de processos de investigação concluídos e em andamento sobre extração, comercialização e descaminho do ouro em Mato Grosso de 2010 a 2021. De acordo com o delegado, a sonegação de tributos federais do ouro em todo o Brasil, no período compreendido entre janeiro de 2016 e maio de 2019, foi da ordem de R$ 318 milhões. A maior fatia, segundo ele, é do Imposto de Renda que o garimpeiro deixa de pagar, o montante é de R$ 198 milhões. Em relação à exportação do ouro, nesse mesmo período, o valor foi de R$ 434 bilhões. Ele disse que o número de investigações encerradas em Mato Grosso até o ano de 2010 foi de 445 e que existem ainda em andamento 101 processos. Isso engloba as quatro delegacias da Polícia Federal em território mato-grossense.  “Os municípios em que mais existem inquéritos encerrados e em andamento são da região do Pantanal até o município de Aripuanã. As outras delegacias são as de Cáceres e de Sinop. Essas são as três unidade com maior demanda em relação ao combate à extração e comercialização ilegal do ouro”, disse Cristiano Nascimento. Cristiano disse à CPI que há diversas formas de transporte ilegal de ouro praticadas em Mato Grosso. Uma delas, segundo ele, foi interrompida com a ação da PF no aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. Mesmo assim, ele não pode afirmar se as exportações ilegais de ouro foram sanadas no estado. “Com essa ação, não é que a atividade ilícita acabou em Mato Grosso, mas conseguimos fechar uma porta, uma barreira com uma estratégia de fiscalização que pode ser difundida e multiplicada a outras agências, órgãos e aeroportos”, explicou Nascimento. Ele citou que em sua jurisdição há apenas três agentes, um escrivão e o delegado trabalhando, e que o números de pessoas é insuficiente para fiscalizar 45 municípios. “O estado de Mato Grosso é enorme. Por isso, quanto mais agentes estiverem envolvidos com o processo, a tendência é que o resultado seja mais positivo”, disse Cristiano Nascimento. O delegado sugeriu à CPI, para combater a sonegação tributária, a criação de nota fiscal eletrônica. “É um instrumento para ter controle maior na cadeia de custódia do ouro e, com isso, tentar garantir que o ouro que sai de uma origem legal seja legal o tempo inteiro, até chegar a seu destino. Isso pode evitar que o ouro seja esquentado. Esse tipo de ouro não contribui com a arrecadação do estado”, explicou Nascimento.    O presidente da CPI, deputado Wilson Santos (PSDB), afirmou que o número reduzido de policiais federais e na Agência Nacional de Mineração contribuiu para a evasão fiscal em Mato Grosso, que, em três anos e meio, segundo ele, foi da ordem de R$ 450 bilhões em ouro.  “Isso foi possível porque não tem fiscalização como deveria ter. Os órgãos públicos em nível federal e estadual não têm as mínimas condições de realizarem de maneira efetiva essas atividades econômicas”, disse Santos.  Por isso, Wilson Santos disse que vai levar ao conhecimento da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), para combater o crime de sonegação fiscal, o aperfeiçoamento da legislação na área de exploração do ouro em Mato Grosso. Segundo o parlamentar, o setor precisa ser investigado a fundo.  “No setor de ouro, não há nota fiscal eletrônica. Hoje, a nota fiscal é feita à mão e muitas vezes há blocos de notas fiscais em branco. Há notícias de ouro que é apreendido em outros estados sem nota fiscal e cuja origem foi Mato Grosso, de pessoa que vem com até R$ 230 milhões em dinheiro para comprar ouro no estado. Isso é ilegal e criminoso”, destacou o parlamentar. 

Sema multa áreas de desmatamento ilegal e garimpo em R$ 6,1 milhões em MT

access_time08/05/2021 09:15

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) realizou uma operação que resultou na autuação e embargo de áreas de desmatamento ilegal, garimpo e um posto de gasolina em Alta Floresta. A multa foi de R$ 6,1 milhões e um total de 1,2 mil hectares de área embargada. Dois dos garimpos foram multados em R$ 200 mil cada e o terceiro em R$ 500 mil, 9 motores a diesel foram apreendidos e 2 pessoas foram presas em flagrante durante a operação. A multa do posto de gasolina foi de R$150 mil. A fiscalização começou na segunda-feira (3) e terminou nessa sexta (7) nos municípios de Apiacás, Paranaíta e Nova Canaã. Quatro pessoas foram presas. A operação ocorreu em parceria com a Polícia Civil de Alta Floresta, Apiacás e Monte Verde. A equipe formada por servidores da Sema e policiais civis também autuaram e embargaram três garimpos e um posto de gasolina que estavam atuando de forma ilegal, sem licença de operação, em Apiacás. O diretor da Regional de Alta Floresta, Vinicius Rezek, destacou que as ações da Regional estão voltadas para a tentativa de frear o desmatamento, realizando operações de fiscalização e de combate à crimes ambientais na região. A Regional de Alta Floresta embargou 2,3 mil hectares e aplicou multas no valor de R$14,6 milhões entre janeiro e março deste ano durante operações de fiscalização na região. Também foram realizados 49 autos de infração, 41 termos de embargo, 12 termos de apreensão e 58 notificações nos três primeiros meses do ano. A fiscalização que resultou no embargo e autuação de áreas de desmate ilegal de Apiacás e região foram resultados do monitoramento e alertas emitidos pela Plataforma de Satélite Planet. Já as ações nos garimpos foram motivadas por monitoramento das imagens e denúncias. Denúncia O cidadão pode denunciar crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144, nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Ladrão faz reféns em loja de compra de ouro durante 3 horas

access_time05/05/2021 09:06

Um homem de 29 anos fez quatro reféns na tarde de terça-feira (04) durante uma tentativa de assalto a um estabelecimento de compra de ouro, em Peixoto de Azevedo (a 695 quilômetros de Cuiabá).  A ação durou cerca de três horas e, apesar do susto, nenhum dos reféns ficou ferido. O assaltante, que seria garimpeiro, possui diversas passagens criminais.  De acordo com o boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 17h. O assaltante chegou na empresa armado e se dirigiu ao caixa. Ele rendeu uma das funcionárias e ordenou que ela entregasse dinheiro e ouro. Quando a Polícia Militar chegou no estabelecimento, o ladrão, ao perceber que estava cercado, atirou contra o vidro do caixa.  Nesse momento, além da funcionária, fez outras três pessoas de reféns.   O local foi isolado e a equipe recebeu apoio. Iniciou-se então uma negociação para a libertação dos reféns. Em um primeiro momento, duas pessoas foram liberadas.  Após 3h de negociação, os outros dois reféns foram liberados e o assaltante, preso.  Ele tinha escoriações nos braços e mãos provocadas pelos estilhaços de vidro que o atingiram no momento do disparo que havia feito.  Ele foi atendido pela equipe do Hospital Regional do Município. A arma utilizada na ação era uma pistola CZ P07 de calibre 380.  O assaltante possui ao menos três mandados de prisão preventiva em aberto por homicídio e roubo, em Tocantins e no Pará.

Assalto com reféns em compra de ouro de Peixoto termina após três horas de negociação

access_time04/05/2021 17:52

Assaltante manteve dois reféns em uma compra de ouro, na Avenida Brasil, em Peixoto. As polícias militar e civil estiveram no local com muitas viaturas e cercaram os dois lados da avenida. O delegado da Polícia Civil negociou pela liberação das vítimas. O assaltante pediu por advogados e a imprensa no local. Um advogado de Peixoto conseguiu convencê-lo a soltar os reféns e entregar-se. Às 20h24 último refém é liberado. atualizada às 20h30.

Ladrões usam retroescavadeira para roubar quatro tachos com ouro de garimpo em Poconé

access_time09/04/2021 10:02

Ladrões roubaram quatro tachos com ouro de um garimpo em Poconé. O assalto ocorreu na quarta-feira (7) e nenhum suspeito foi preso até esta sexta-feira (9). Na ação, eles usaram uma retroescavadeira da própria empresa para carregar os tachos. Outro assalto, também em mineradora, ocorreu na quinta-feira (8) em Paranaíta. No entanto, a Polícia Civil não acredita que se trata da mesma quadrilha. De acordo com a Polícia Civil, os funcionários estavam realizando a manutenção na máquina de moinho e foram surpreendidos por seis homens armados que anunciaram o assalto. Eles chegaram ao local a pé. Os suspeitos obrigaram as vítimas a recolher o ouro e também levaram duas motocicletas. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos estavam encapuzados e usavam revólveres. Eles utilizaram a retroescavadeira do garimpo para levar os tachos até onde estava o veículo da quadrilha e colocaram os tachos no automóvel. Após carregar o carro, abandonaram a retroescavadeira e fugiram. Eles ainda levaram duas motocicletas dos funcionários do garimpo. Os policiais militares realizaram rondas na região e conseguiram localizar as duas motocicletas levadas no roubo.

Quadrilha assalta mineradora no Nortão, leva baldes de ouro e coloca fogo em carros

access_time08/04/2021 18:01

O crime ocorreu, hoje de madrugada, no escritório de uma mineradora localizada em Paranaíta. O delegado de Polícia Civil, Antenor Junior Pimentel Marcondes informou que seis criminosos fortemente armados, dominaram o vigia, agrediram e levaram ouro bruto.  Eles utilizaram uma caixa d’água e baldes para levar o material equivalente, em média, de uma semana de extração.  A empresa ainda está apurando o valor do prejuízo. Pimentel ainda apontou que os bandidos utilizavam artilharia pesada como fuzil e metralhadora, além de colete balístico para praticar a ação criminosa.  Na fuga, eles ainda colocaram fogo em um VW Gol e uma GM S10. Os veículos serão periciados para saber se tem registro de roubo ou furto. A polícia de Paranaíta e Alta Floresta fazem buscas.

Ibama multa 11 pessoas por garimpo ilegal de ouro no norte de Mato Grosso

access_time30/08/2020 11:06

O Ibama, com o apoio da Polícia Federal, realizou uma operação de combate a crimes ambientais na região norte de Mato Grosso. A ação teve como finalidade fiscalizar e reprimir as atividades ilícitas de garimpos de ouro na região da Gleba Nhandu, no município de Novo Mundo, no norte de Mato Grosso. A operação ocorreu entre quinta-feira (27) e sexta-feira (28) e foi divulgada neste sábado (29). Os locais foram previamente levantados através de imagens de satélites, que demonstraram a abertura de diversas lavras garimpeiras em áreas de reserva legal. A região abrange assentamentos, propriedades rurais e áreas de preservação permanente (APPs) dos rios Braço Norte e Peixoto de Azevedo. Onze pessoas responsáveis pelas lavras, entre elas garimpeiros, proprietários rurais e proprietários de maquinário, foram identificadas. Os suspeitos foram multados e autuados administrativamente e criminalmente por usurpação de bens da União, extração ilegal de minério e crimes ambientais, entre eles, o desmatamento sem autorização, poluição de recursos hídricos e uso de substância perigosa (mercúrio). No decorrer dos trabalhos foram apreendidas duas escavadeiras hidráulicas, um trator de esteira, um caminhão prancha, seis dragas e 3 mil litros de óleo diesel. Todo o maquinário e o combustível foram destinados às prefeituras locais. Dois garimpeiros foram presos em flagrante por porte ilegal de armas e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Sinop/MT, unidade da PF responsável pela operação. A Polícia Federal realizou uma operação de combate a crimes ambientais na região norte de Mato Grosso — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso

Onça do ouro supera pela primeira vez os US$ 2.000

access_time04/08/2020 14:57

A onça do ouro atingiu um novo recorde nesta terça-feira, superando pela primeira vez os US$ 2.000 por volta das 16h15 GMT (12h15 de Mato Grosso), antes de recuar um pouco. O preço do ouro não parou de subir desde o início do ano, com um aumento de mais de 30%, graças ao seu status de porto seguro em um mercado dominado pela incerteza devido à pandemia de coronavírus, destaca a France Presse. A alta vem depois que, nos Estados Unidos, os democratas e a Casa Branca mostraram estar mais próximos de um acordo em torno de novos estímulos para auxiliar a economia atingida pelo coronavírus, enquanto de Wall Street subia à medida que os investidores aguardavam mais ajuda de Washington. Os preços do petróleo também avançavam com a perspectiva de um novo pacote, mas os rendimentos dos Treasuries caíram para o menor nível desde março em razão da demanda por ativos seguros e preocupações com o custo final de um projeto de estímulo. O ouro avançou para o nível psicologicamente importante de US$ 2.000 a onça depois que o principal democrata do Senado dos EUA disse que uma nova rodada de alívio ao coronavírus está se movendo na direção certa, embora os dois lados permaneçam distantes. O mercado de títulos, que está em desacordo com os mercados acionários devido aos estímulos e seu papel na economia, é cético quanto às perspectivas de uma recuperação do crescimento econômico no terceiro trimestre. "Há uma preocupação sobre quanto o pacote de estímulo ajudará a economia e o seu custo ao longo do tempo", disse à Reuters Kevin Giddis, estrategista-chefe de renda fixa da Raymond James.

Avião com 66kg de ouro é apreendido em MT

access_time04/06/2020 09:13

Um avião que estava transportando ouro foi apreendido nessa quarta-feira (3) no município de Água Boa. Ao todo, foram localizados 66 quilos do minério. Segundo as informações, a apreensão foi realizada pela equipe da Força Tática e Grupo Especial de Fronteira (Gefron). A apreensão foi feita durante a uma operação, onde as guarnições foram informadas sobre um avião que estaria transportando ouro irregularmente. Após abordarem a aeronave, os policiais encontraram e apreenderam 66 kg do ouro. Ao questionar o piloto, ele teria apresentado a nota fiscal, mas o documento só autorizava o transporte de 48 quilos.  Durante uma vistoria, foi encontrada uma pistola. Diante do flagrante irregular, o material foi encaminhado para a Polícia Federal de Barra do Garças, juntamente com os três suspeitos, sendo eles o piloto, co-piloto e o segurança da carga do avião. 

Investimento em ouro dribla coronavírus e salta 27% em 2 meses

access_time09/03/2020 08:32

Os brasileiros que apostaram na valorização do ouro têm bons motivos para comemorar. Ativo seguro em momentos de crise, o metal precioso driblou o surto de coronavírus e já acumula valorização superior a 27% em 2020. Desde o início de janeiro, o preço da grama do ouro saltou de R$ 195,96 para R$ 249,08. No mesmo período, o Ibovespa, principal índice de ações do Brasil, desabou mais de 15% e fechou o pregão da última sexta-feira (6) abaixo dos 100 mil pontos pela primeira vez desde outubro do ano passado. "Quando o mercado de Bolsa está em queda, você provavelmente vai ter um cenário de baixa no exterior também e o ouro, com certeza, estará caminhando no sentido contrário”, afirma Mauriciano Cavalcante, gerente de câmbio da Ourominas, que define o metal como um “porto-seguro em tempos de crise”. O professor de Economia do Ibmec SP Walter Franco explica que a movimentação favorável ao ouro ocorre sempre em momentos de insegurança e falta de clareza sobre o crescimento econômico. “É necessário compreender que o ouro é um ativo seguro”, observa. De acordo com Franco, a alta recente do dólar ante o real é outro fator ligado à valorização do ouro, que tem seu preço definido internacionalmente. “A alta que eu esperava já veio”, destaca ele, que já previa uma necessidade de reajuste no valor do metal. Como investir? Além de comprar barras de ouro, os interessados em aplicar parte de seus recursos no metal precioso têm a opção também de comprar contatos do ativo na Bolsa de Valores (OZ1D) ou apostar em fundos de investimentos atrelados ao ouro. Franco afirma que o ouro deve ser tratado apenas como um instrumento de diversificação de investimento e orienta a compra sempre daquele ativo que tenha mais liquidez. “Existe a opção de vocês comprar uma barrinha de ouro, mas é algo que tem uma liquides muito baixa. O ideal é você ter ativos indexados em ouro, que podem ser negociados de forma mais líquida", recomenda o professor do Ibmec SP. Cavalcante alerta também para a volatilidade do mercado de ouro e afirma que “não se pode ficar brincando muito”.